30.5.12

o zéfiro #1

escutar a chuva cair
com cabelos contra o vento
é como flutuar no universo
tremendo, uma serpente cor de sangue
vibrante
mais intensa do que tudo que já foi sonhado
e ao fundo um tambor de macumba.

(tudo existe porque o universo existe em nós)


Um comentário:

Carolda disse...

Senti seu texto como se fosse uma viagem pra outro mundo. Tipo estar drogado sem ter usado nada. Vai vendo.

Um beijo