8.3.09

sobre como eu me tornei um monstro.

não, eu não vou repassar nenhuma foto de nenhuma criança desaparecida.
afinal, eu sequer olho pras possíveis crianças desaparecidas, vivendo na rua. nem você olha. tá, meu bem?

e se é pra viver de hipocrisia, eu não vou fingir que faço algo. ei, olha aqui:
SOU UMA TREMENDA ACOMODADA! ouviu? é, isso mesmo.

eu não vou panfletar porra nenhuma. eu sei e você sabe que andar na paulista não muda nada.
quer mudar? bacana. molotov no congresso, amygho.

socialismo está morto.
o cristianismo, o humanismo, o caralho-at-four, o amor ao próximo.
só sobrou a hipocrisia.

pra mim, já basta.

5 comentários:

Tati Almeida disse...

eu já sabia!
mas ninguém me deu ouvidos.
sempre me chamaram monstro também.
c'est la vie

ygor p. disse...

o sabor de não fazer nada é muito gostoso.

do teu amygho(r).

Cleyton disse...

ui, q forty! rs

Natália disse...

A gnt se torna monstro conforme vamos crescendo.

Qualquer negação à isso, concordo contigo, é hipocrisia.

Bjos e td de bom

Jaya disse...

Sobre como você não cabe no mundo.
Não nesse.