11.10.09

[ d o m i n g o . ]

Pouco usual. Pouco peculiar.
Hoje o mundo me é confuso, e lento. A cidade me apetece um pouco mais, com essa despersonalização, descarrificação. O céu azul, isso não parece ser daqui. Essa bossa meio eletrônica de nome francês faz as músicas parecerem novas, mesmo sendo velhas. Escrever olhando a janela, de frente. Faz o amor parecer velho, mesmo sendo novo.
Rejuvelhecer.
A noite meio caótica, eu era velha, não muito dada a esse ar juvenil-infantil, os hipotéticos 40 anos me pesando os olhos. Assumo agora a atemporalização de tudo, e não que faça sentido ou seja bom, é só isso.
O sol aquece os dedos, meu olhos me olham através de óculos, na tela. Eu sou uma pessoa melhor quando fumo.


Cogitar esperar o dia lá fora é quase imaginável.
Às vezes perder o tempo é bom, e não perdido, e nem ligo dele passar.
Já não ligo pras quantidades, quando descubro a intensidade.

Intenso é ser eu, quando não sou.
E basta.

8 comentários:

Marcelo Mayer disse...

perder tempo é a melhor maneira de passar o tempo!

perfeito seu texto!

Bê Matos disse...

Domingo cheio de palavras bonitas!

De fato, o que importa mesmo, é a intensidade. :)
Beijos, moça. :*

Cristal - a louca. disse...

Gatinha, achei interessantérrima a frase "sou uma pessoa melhor quando fumo"... estou pensando nela a cinco minutos...

Beijundas e boa semana ;)

Jaya disse...

Esse texto foi dos que mais gostei de ter lido, aqui. Foi um retrato teu, num domingo qualquer. Minto. Num domingo assim, detalhadamente teu, como descrito.

Dentro dessa poesia, Lua, eu me encontrei, também.

"Intenso é ser eu, quando não sou".

Ah, eu vou reler e salvar tudo.

João Romova disse...

É uma mistura. Amar ler o texto e sentir naquela sordidez que todo escritor tem ao ler algo interessante (ciúme das palavras, porque sabemos que elas são amadas por outros).

Gostei disso aqui e, ao contrário de você (heheheheh), sou uma pessoa má quando fumo.

Jaya disse...

A imagem que você me mostrou ontem, foi parar num post. Em um de seus sentidos. Montei em palavras e me perdi lá em cima. Não quero voltar, ainda não.

Me encontra?

*** Cris *** disse...

Olá,td bem?
"Intenso é ser eu, quando não sou. E basta."
Uau...forte isso,heim?
Bjs!

ygor p. disse...

bem-vinda.