17.11.09

Manual Lua da Crise & Caos. Lição 1 - Preparo para a crise: o contexto psico-emocional.

Não pense que é fácil. Não pense que é simples. São 20 anos de prática, e às vezes eu ainda preciso de ensaio. Mas levando em consideração que tem gente que não consegue ter uma crise porque o black dog não tem mais salsicha de soja, eu posso dividir com os pobres ponderados e pés-no-chão umas dicas de crises bem feitas.
É preciso planejamento, prática e cara de pau, muito e grande. Por partes.
É preciso de um motivo absurdo. Crise porque perdeu o emprego qualquer zé ruela pode ter. Foda mesmo é ter crise porque a Risqué não produz mais o Cereja. Isso sim é motivo pra uma crise. Mas quero abarcar uma maior parcela de meus (oooooohohoho) leitores. Então, vamos usar um motivo realmente doloroso.
Motivo: Você não pode ir a um show dos Beatles. N-U-N-C-A. Antes de rir, pense bem. Você NUNCA vai poder berrar BlackBird com os braços pra cima, enquanto o J. Lennon aponta do microfone pra galerê. Você NUNCA vai poder beijar o homem/a mulher da sua vida enquanto a guitarrinha de Something faz corações derreterem. NUNCA vai ter uma tag de foto no orkut na setlist colada no chão do palco, e a bordinha do pé do Paul. Sacou? É dramático.
Posto isso, fica tudo muito simples. Mentalize a sua necessidade física de ir ao show dos Beatles. Repita mil vezes: eu vou a um show, eu vou a um show, eu vou. Assista vídeos. Ensaie cenas. É preciso acreditar que você poderia ir se não fosse...
... Agora vem a parte difícil. A Arte de Atribuir Culpas Aleatórias.

[em breve, ou não.]

11 comentários:

ygor p. disse...

e eu na arte de produzir efeito sem calças.

Flor de Azeviche disse...

Eu nunca vou poder ir num show dos Beatles :(
Eu nunca tinha pensado por esse ângulo, Lua.
Mas olha a comparação, o Zeca ainda está vivo e poderemos ir num show dele rs. A loca...

Beijos cheios de saudadee

Marcelo Mayer disse...

hehehe
mas nem após 66 ninguém viu um show dos beatls, o show do telhado não conta.
agora, foda! é triste não poder ouvir Yer Blues ao vivo e gritar bem alto junto "even hate my rock and roll"

bruno dumont. disse...

e a arte de produzir calças sem efeito.
caram, acho que vou baixar beatles...

(essa crise aí bem poderia ser tipo: "NUNCA vou poder ir a um show do Elliott Smith e depois que sair de lá metralhar metade da cidade com minha metralhador - CLARO, né! duuup! - giratória", não podia?)

Anônimo disse...

enfiando mesmo a colher;
blackbird não é do paul mccartney?
o texto faz parecer que é do Lennon coisa e tal... enfim, pouco importa (ou sim). bom texto, surtei. abraços anônimos. (;

l u a * disse...

ME PERDOA, anônimo. me mate, me crucifique.
eu deveria ir ouvir Molejo.

(e não espere menos drama que isso, em um Ensaio sobre a Crisis)

Jaya disse...

Perdi a linha do comentário.

Merda.

Emily disse...

teamonêga!

;*

Cristal - a louca. disse...

Bom, realmente essa da risqué é de chorar litros, mas essa dos Beatles... hum... sinto falta não, mesmo eles sendo isso ou aquilo, tudo é uma questão de gosto né? Agora imagine a minha crise, NUNCA eu disse JAMAIS poderei ver um show do Freddie Mercury. Chupa essa manga. Tá que lembrar disso me faz chorar litros, deixa eu curtir minha crise ali e já volto... snif. kkkk.

Beijundas, ótimo post.

muita vontade de escrever disse...

Oi Lulua. Aqui é a Lulu que não se aguenta e fez um blog e te segue lero lero beijos.

Tee disse...

Nao acho palavras pra descrever tal sensaçao...
All we need is love!!
that`s all