20.9.10

a saudade é um jeito estranho de sentir saudade de alguém.

sabe que já faz tanto tempo que eu achei que eu não ia lembrar, eu não ia querer ainda dividir a vida, mas eu quero. você era a melhor companhia. no corredor, no sofá e de concha. você é como a parte mais bonitinha que eu ganhei da vida. porque a gente nunca precisou brigar. que às vezes a gente podia chorar no colo sem dizer nada, encher a cara e rir, ficar horas esparramados sem dizer nada, fumando cigarros.
saber que você chora, e eu não posso te abraçar, nem te dar presentes de ano-novo, bolhas de sabão ou burlescos é como um castigo de um crime ainda não cometido. a sua dor me dói, e é meu jeito de dizer que amo. lembra quando eu te contei que as crianças choram todas quando uma se machuca? eu sou assim. tou costurada em você, e quando você sangra machuca em mim. e ter de fingir esquecimento me faz sentir hipócrita.
meus olhos ainda se enchem de sal. falta sempre alguma coisa. porque você era pra sempre, e eu não sei entender nosso fim. porque um fim? eu ainda forço hiatos, para que o fim seja breve, se reate num nó e que eu ainda coloque um véu na sua cabeça.
e só resta cantar beatles bem alto. porque a alma é de borracha, estica, e brilha. e ainda que de todos os amores e amigos, eu me lembre mais de você, nada é real.

- é duro admitir, você estava certo. amor não é um troço simples pra caralho.

8 comentários:

muita vontade de escrever disse...

adoro seus mil e um amores

Amanda Bia disse...

não, amor não é nenhum pouco simples. e saudade dói muito!
beijo.

Maria Fernanda Probst disse...

e a gente sempre vai descobrir da pior maneira possível...

Jaya Magalhães disse...

Eu chorei enquanto sorria. Criança que sempre serei.

Laís Eva disse...

Saudade... uma vontade de chorar sorrindo... uma vontade de sorrir chorando...

=*

Tai Lebrão disse...

Ssudade nunca é simples. Acho até que é uma junção de tudo com a falta.

Lindo. Me mexeu.

João Romova disse...

Eu fui ingênuo na leitura, fui cru no fim. Sei que é pura dor, mas que não foram capazes de sufocar suas cores... aquareláveis cores.

Silvana Nunes .'. disse...

Nem me fala em saudades. ... ô coisa horrível de sentir.
FOI DESSE JEITO QUE EU OUVI DIZER... e MEU CADERNO DE POESIAS desejam um bom dia para você.
Saudações Educacionais !