30.10.10

Dançando no lugar, dançando, dançando no lugar, no lugar, dançando.

- Você tá bem?
- Aham.
Um giro num pé só.
- Você tomou café?
- Aham.
Pulos num pé e no outro.
- Quantos?
- Dois.
Tamborila os dedos nos ombros.
- Em quanto tempo?
- 15 minutos, depois do red bull.
Sacode o fósforo molhado, para ver se acende.
- Você sabe que não podia?
- Aham.
Pega o cigarro aceso de uma menina que passa.
- E por que, então, você tomou?
- Porque eu podia continuar parecendo triste, ou fazer as pessoas gostarem de mim e ser feliz depois.

Tirou os sapatos e continuou a dançar. No mesmo lugar.

3 comentários:

Jaya Magalhães disse...

Eu achei doce, engraçado e você.

[Imaginei a cena na porta de casa].

Sorrio.

Jéssica disse...

Eu achei deprimente e alegre. [como?]

Brenda Matos disse...

Dança envolvente.

Seria esse o samba da lua?

Chêro :*