30.1.11

Não que alguém tenha perguntado, mas eu vou responder mesmo assim.

Eu queria ter mais tempo, porque ócio é bom e me faz melhor. Eu queria ter mais tempo pra fazer arte.
Eu sou ansiosa quando não sou zen. Eu sinto aflição quando não sinto amor. E eu amo todo mundo porque sim.
Eu estou de 15 anos, depois do Borges. Me apaixonei, e estou encantada pelo mundo como se tivesse beijado pela primeira vez. É que nem quando eu me apaixonei pelo Cortázar.
Quando eu uso a desculpa de estar bêbada, eu estou sóbria.
Eu queria que as pessoas me admirassem - não todas, só as magiquinhas.
Eu só me sinto querida quando estou só.




6 comentários:

Michelle, disse...

eu te admiro. conta?

Borboleta disse...

"E eu amo todo mundo porque sim... Eu só me sinto querida quando estou só."
puxa, falaste por mim. obrigada!

lindo texto.

@borboletices_

Jaya Magalhães disse...

Eu te levei um pouco pra lá, pro meu canto. Que agora é tempo de sentir e absorver. Depois, talvez, transborde.

Beijonalua.

Ludmila Melgaço disse...

Viver bonito assim, é raro.

Carolda disse...

Se apaixonar tem dessas coisas bonitas... e eu sempre falo sem ninguém ter perguntado. Faz bem pra alma.
Um beijo

marcia cardeal disse...

...então... ô meudeus, quanta verdade em boniteza vc escreveu agora!!! é por isso que loviú! beijos, filhota