26.10.11

je t'aime.

te amo no escuro e enrubesço à luz, me escondo. eu te amo quando te escrevo, e gaguejo quando colocas os olhos em mim. eu te amo às quartas, me esqueço na sexta e às segundas eu te odeio. eu te amo quando chove, quando choro e quando vejo pierrôs. eu te amo infinitamente, como nunca, mas só ás vezes. eu te amo porque você é pequeno. eu te amo porque não te conheço. eu te amo porque todo mundo me disse pra não te amar.
eu te amo mais, eu te amo quase.
eu te amo de brincadeirinha.

3 comentários:

Babi disse...

amar é graça
de graça.

:)

A autora. disse...

Ah o amor...o que seria da vida se não fosse o amor?

;)

Hospício Temporário disse...

e sempre cabe amor e amores.